O Transplante

transplante

 

Deveria comparecer ao cardiologista naquela tarde de dezembro de 2001, mas foi impedido de forma inesperada! Enquanto guiava seu carro por uma rua pouco movimentada, Edwards viu um Pajero de cabeça para baixo totalmente amassado; estava atrasado para sua consulta com Dr. Jatene, um dos melhores cardiologistas do país, mas prestativo como era, não poderia deixar de socorrer um possível sobrevivente daquele lamentável acidente.

Edwards encostou seu carro e aproximou-se do local do acidente. Uma mão ensanguentada estava espalmada para fora do carro. O motor do carro soltava bastante fumaça e gritos lancinantes eram ouvidos do interior do veículo. Com medo de uma explosão e ao mesmo tempo corajoso e pronto a salvar, Edwards não levou em conta a fragilidade do seu coração que precisava de um transplante e corajosamente começou a puxar o indivíduo para fora do carro, após ter ligado para o Corpo de Bombeiros.

Com muito esforço conseguiu arrastar a vítima do local e segundos depois ouviu-se uma explosão… O Pajero estava em chamas, mas a vítima estava salva. Pouco tempo depois, o Corpo de Bombeiros chegou e resgatou a vítima enquanto Edwards voltou para casa sem sua consulta, mas com a sensação de dever cumprido. Ligou para o celular do Dr. Jatene, porém a ligação caiu na caixa de mensagens. Tentou lembrar-se do rosto da vítima, mas tamanho fora seu sufoco que não prestou atenção em sua fisionomia. Quase não conseguiu dormir naquela noite em meio a intensa dispneia e angina. Acordou dois meses depois se perguntando onde estava.

O Dr. Jatene estava ao seu lado e prontamente respondeu:

– Você teve um infarto fulminante em sua casa e foi trazido às pressas para este Hospital. Ficou em estado de coma induzido por trinta dias e se não fosse submetido a um transplante com urgência não teria sobrevivido. Com a ajuda de Deus, conseguimos um coração e você foi transplantado. A operação foi um sucesso e sua função cardíaca está muito boa.

– Obrigado, Dr. Jatene – respondeu Edwards – graças ao Senhor, eu sobrevivi. Devo minha vida ao senhor.

– Graças a mim, não – retrucou Jatene – Graças a você. Pois se não tivesse me socorrido naquela tarde em que me retirou do Pajero, eu não estaria aqui para poder realizar o transplante. Na verdade, eu é que devo minha vida a você!

 

 

 

 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “O Transplante

  1. Devemos sempre fazer o bem sem pensar em recompensas, porque sempre seremos recompensados por Deus,e de uma maneira espetacular que nem agente entendi.Bela reflexão dr Fares que Deus te de muita sabedoria pra passar mais dessas pra nós.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s