Resenha 14: Nada me Faltará (Almir M. Tavares)

NADA ME FALTARÁ: Meditações no Salmo 23.

Autor: Almir Marcolino Tavares

Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2013, 168 pp.

Este é o primeiro livro publicado pelo Pr. Almir Marcolino Tavares, pastor da Igreja Batista Regular de Novo Juazeiro, em Juazeiro do Norte, e professor do Seminário Batista do Cariri e da Faculdade Batista do Cariri, no Crato. Palestrante e conferencista nacional, o pastor Almir Marcolino tem abençoado diversas igrejas e instituições de ensino do Brasil, por meio de suas pregações, seus escritos, seu blog Meditações de Um Peregrino, suas ricas e exaustivas apostilas de disciplinas ministradas, sua retórica inconfundível e sua maturidade filosófico-teológica, apreciada por centenas de alunos, admiradores, ovelhas e leitores.

Seus alunos sempre o incentivaram a publicar (e eu fui um deles) o fruto de seu precioso trabalho compilado e reunido em muitas apostilas. Pela graça de Deus fomos agraciados com esta obra primorosa, que foi originalmente publicada em 2013. Para mim foi uma alegria participar da cerimônia de lançamento da obra no Seminário Batista do Cariri e ver a satisfação de todos os colegas e alunos do Pr. Almir, porém, maior alegria ainda foi ver a satisfação e o brilho no olhar do mestre durante seu discurso.

Reunindo a experiência de quase três décadas de ensino das Escrituras, o escritor adaptou para o formato escrito o fruto de seus sermões no Salmo 23.

Nos dois primeiros capítulos, num jogo de palavras, o autor deixa claro que ao invés de fixar a atenção apenas no Salmo do Pastor, o leitor deve apreciar o pastor do Salmo. Sua tese, que também é o tema do livro é apresentada no capítulo 3: “a certeza de que nada faltará”.

A partir daí o autor utiliza as palavras-chave do Salmo 23 na perspectiva de que estão contidas dentro do “nada” de “nada me faltará”. Assim, não faltará: descanso, refrigério, restauração, orientação, justiça, motivação, coragem, presença, consolo, proteção, honra, satisfação, perseguição, misericórdia, habitação e pastor.

Cada uma das palavras acima constitui um dos capítulos seguintes. Mas não se engane o leitor; o livro não consiste apenas num estudo lexicográfico. Ele conecta o significado de cada palavra com a ideia central de que diante do pastoreio do Senhor, nada faltará. A partir daí, passa a fazer um apanhado lexical cuidadoso, conectando-o com uma boa teologia bíblica, para a partir daí expressar o ensino da Teologia Sistemática e, por fim, trazer algo da teologia prática (a aplicação).

Esta abordagem da Teologia Sistemática é percebida com nitidez no capítulo 8, que traz uma belíssima exposição da justiça de Deus, elaborada de maneira simples, inteligível e estimulante tanto a leitores experimentados como a iniciantes em teologia.

É impressionante como o autor consegue mostrar verdades não-perceptíveis no Salmo 23, quando se faz uma leitura superficial e apressada. Ele explica que a pressa de muitos se deve ao fato de o Salmo ter sido “banalizado” pelo fato de ser muito conhecido e memorizado por muitos cristãos. O vigor e a aplicabilidade do Salmo para os nossos dias são demonstrados na conclusão, onde o autor sugere que leiamos o Salmo como receita para nossas almas, a fim de que à medida que introduzamos o Salmo em nossas mentes, seus pensamentos passem a nos dominar.

O capítulo 11 é excelente e trata sobre a presença de Deus. Conta com insights fantásticos sobre a onipresença, mas também aponta como Deus se mostra ausente da vida daqueles que desprezam Seus ensinos. Como ilustração adicional desta ausência eu gostaria de acrescentar os textos de 2 Rs. 17:23 e II Rs 24:20, os quais apontam como o pecado afasta a presença de Deus da vida do pecador.

O livro conta com meticulosa análise lexical de termos, utilizando um método exegético primorosamente executado pelo autor, conforme os parâmetros por ele estabelecidos em sua disciplina Estudo Bíblico Indutivo, ministrada no Seminário Batista do Cariri. Muitas vezes, seu estilo assume a abordagem lexical convencional, que vez por outra atribui sentidos diversos a um mesmo termo. Esta atitude exegética já foi colocada sob judice por teólogos como D. A. Carson (A Exegese e suas Falácias) e Moises Silva (Biblical Words and their Meaning: an introduction to lexical semantics). Isto, porém, não suprime o valor da obra, uma vez que o autor tem um robusto arcabouço bíblico-teológico. Seu íntimo contato com as Escrituras nos faz perceber conexões textuais entre Antigo e Novo Testamento, com uma contextualização histórica formidável, embasamento teológico digno de um verdadeiro mestre da teologia sistemática e aplicações condizentes com um dos maiores pregadores brasileiros da atualidade.

Assim que li a presente obra, fiz algumas considerações e observações e as enviei ao autor. Ele, solicitamente, agradeceu e, para minha surpresa, na segunda edição da presente obra, fez menção às minhas breves observações (que foram mais em tom de correção ortográfica do que teológica).

Minha esperança é que o pastor do Salmo continue nos auxiliando a vê-lO por meio do Salmo do Pastor. Que Deus utilize esta obra para salientar a verdade central que com Ele, nada nos faltará. Queira Deus que esta possa ser apenas a primeira de muitas obras escritas pelo Pr. Almir.

Se eu não estiver enganado, o presente livro já se encontra em sua terceira edição, desta vez publicado pela Editora Peregrino. Para minha surpresa, enquanto fazia os últimos ajustes para a publicação da presente resenha, soube que o pastor Almir Tavares publicou seu segundo livro, intitulado “Orando em Família” (lançado em Águas de Lindoia, dia 04/04/2017). Soube ainda por fontes confiáveis, que mais obras da lavra de nosso escritor já estão em andamento, aguardando publicação. Que Deus seja glorificado por meio dos escritos do Pr. Almir! Soli Deo Gloria!

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha 14: Nada me Faltará (Almir M. Tavares)

  1. Excelente meu caríssimo amigo e irmão Fares, o livro do pastor Almir realmente é, ao mesmo tempo, profundo e inteligível. A leitura e releituras do mesmo (é bom ler repetidas vezes) sempre produzem efeitos semelhantes aos que recebemos quando lemos a Escritura, o que mostra a intimidade com o texto original e a capacidade do autor de preservar esta e oferecer ao leitor, ou à audiência literatura / poesia em conformidade com a Palavra de Deus. Que venham mais livros do autor, e mais resenhas no blog Fares Camurça Furtado. Soli Deo Gloria!

    P. S. Tomara, o blog incentive a leitura de mais literatura e da Bíblia Sagrada para a glória de Deus.

    Curtido por 1 pessoa

    • Sim. O livro envolve poder de síntese, poesia, maturidade teológica e aplicabilidade de excelência. Pretendo publicar novas resenhas teológicas em breve, mas sempre intercalando com obras filosóficas e outras obras de literatura nacional e internacional. Existe espaço para Augusto Cury, Young e Paulo Coelho, também. Quanto à publicação de textos voltados para Escritura, amanhã estarei publicando um texto sobre João Batista, baseado em João 1:15-18.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s