Resenha 50: Teologia Bíblica ou Teologia Sistemática?

Resenha 50

Teologia Bíblica ou Teologia Sistemática? – Unidade e diversidade no Novo Testamento.

Autor: Donald A. Carson

São Paulo: Vida Nova, 2001, 96 pp.

Publicado inicialmente em português em Vox Scripturae, 1992.

Tradução: Carlos Osvaldo Cardoso Pinto.

Resenhista: Fares Camurça Furtado

Leitura realizada em 30/03/2013.

Este livro trata-se do capítulo 2 do livro Scripture and Truth (© Baker, 1992), editado por D. A. Carson e John Woodbridge. O título original do capítulo era: Unity and Diversity in the New Testament: the possibility of Systematic Theology. Desde já podemos perceber que a edição nacional quis causar um confronto entre teólogos bíblicos e teólogos sistemáticos. Apesar de Carson esfaquear a Teologia Sistemática em muitas partes por todo o livro (no que concerne ao padrão metodológico, não na sua inviabilidade), na verdade, sua proposta consiste, conforme o próprio título, em mostrar que é possível realizar Teologia Sistemática.

 

Seu grande alvo de ataque neste livro são os teólogos que afirmam a inexistência de unidade no Novo Testamento, partindo da premissa de que não havia o que se chama de ortodoxia ou heterodoxia na igreja primitiva e que a suposta “ortodoxização” do cristianismo deu-se a partir de uma unificação feita por volta do segundo século da era cristã. Estas ideias são derivadas das obras de Bauer (teólogo liberal) e James Dunn (que tentou unir os pólos liberal e conservador).

 

Carson mostra a relevância da discussão da temática acerca da unidade e diversidade do Novo Testamento e logo em seguida passa a criticar de maneira polida a obra de Dunn: Unity and Diversity in the New Testament: An Inquiry into the Character of Earliest Christianity (London: SCM, 1977). Ele mostra que a argumentação de Dunn é auto-destrutiva para negar a inviabilidade de dogmas e sistematizações do Cristianismo. De maneira cautelosa, mas muito bem articulada, Carson refuta a ideia de uma inexistência de unidade no Novo Testamento. Ele reconhece o problema de que nem todas as peças se encaixam no quebra-cabeça teológico do Novo Testamento, mas mesmo assim há boas evidências que demonstram a unidade neo-testamentária.

Por fim, Carson oferece algumas diretrizes para realizar uma boa sistematização e alerta os teólogos sistemáticos quanto ao erro de utilizar-se indevidamente da lógica e da revelação progressiva, empurrando por meio destes subterfúgios todas as dificuldades exegéticas de alguns textos para debaixo do tapete das sistematizações de conveniências. Não há um círculo hermenêutico entre exegese-teologia bíblica- [teologia histórica]- teologia sistemática-exegese. Existem intersecções, pois ninguém vai para a exegese de maneira neutra, nem mesmo os liberais. Mesmo assim, se os passos certos forem seguidos a possibilidade de erro na sistematização é bem menor. A crítica é feita aos teólogos sistemáticos que fazem malabarismos hermenêuticos para deixar a coisa “enxuta” sem levar em conta a exegese dos principais textos de determinada doutrina. Porém, é certo que toda Teologia Bíblica responsável não trabalhará em cima de um relativismo e anarquismo hermenêutico ao ponto de não levar em conta a História da Redenção e a existência das doutrinas essenciais da fé cristã. A exegese não desconsidera a doutrina nem a doutrina deve desconsiderar a exegese. Ao escrever um artigo exegético nenhum teólogo age de maneira lockeana (e é certo que sua base serão as doutrinas essenciais da fé cristã); tampouco o teólogo sistemático deve se confiar meramente em textos-prova e argumentos filosóficos para desenvolver seu sistema, é preciso cavar fundo em cima dos textos mais proeminentes de cada doutrina, a fim de que não esteja assentando seu castelo teológico na base instável das meras sistematizações desprovidas de base bíblica.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s